Brasil & Portugal: E se o povo acordasse? Será que isso é possível?

Brasil & Portugal: E se o povo acordasse? Será que isso é possível?: Ou ser humano é mau por natureza; ou possui a memória muito curta, ou simplesmente muda de opinião conforme mais lhe convém! Esta semana ...

Brasil & Portugal: Sobre as Novas Edições Académicas!

Brasil & Portugal: Sobre as Novas Edições Académicas!: Muito se tem falado sobre esta Editora, inaugurada em 2013, que anda convidando muita gente a publicar os seus trabalhos. Uns dizem que é u...

Brasil & Portugal: O que significa serviço Público em Portugal?

Brasil & Portugal: O que significa serviço Público em Portugal?: Se existem algumas diferença evidentes entre Portugal e Brasil, uma delas é a conceção do que é um Serviço Público. No Brasil, Público sig...

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES BRASILEIROS NO ENSINO SUPERIOR EM PORTUGAL

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES BRASILEIROS NO ENSINO SUPERIOR EM PORTUGAL

Estará patente, até ao final de Janeiro de 2016, através do link:
https://docs.google.com/forms/d/1bmGfUgg6IKcSnlUsaV5pua7SHPPvw14vjL65TVKTsNA/viewform
o Inquérito Online dirigido à todos os estudantes brasileiros que se encontram no ensino superior português.
Este inquérito faz parte do Projeto de Doutorado em Migrações da, também estudante brasileira, Juliana Chatti Iorio, sobre as "Trajectórias de Mobilidade Estudantil: os estudantes brasileiros no ensino superior em Portugal" e, por isso, pede-se à todos os estudantes brasileiros com o perfil solicitado que dediquem 20 minutinhos do seu tempo para respondê-lo. Para além de ser brasileiro e do motivo principal da sua mudança de residência para Portugal ter sido os estudos (Graduação - intercâmbio e plena, Mestrado e Doutorado - sanduíche e pleno) o aluno deverá estar no país há, pelo menos, 3 meses.
Este projeto está a ser desenvolvido no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa, sob orientação da Prof. Dra. Lucinda Fonseca, e com financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em Portugal.
Hello Galera!
Sei que em 2014 eu sumi, mas agora com Facebooks e afins fica muito difícil ter tempo para alimentar os meus blogs... :( Acaba por ser tudo tão mais rápido, que o Facebook estando a mão, é mais fácil para divulgarmos as nossas peripécias mundo a fora!
De qualquer forma, não poderia deixar de passar por cá para desejar um Feliz Natal e um ótimo 2015!


7º dia em Budapeste!

Para quem gosta de fazer as coisas coma calma, penso que 7 dias em Budapeste é mais do que suficiente!
No último dia, como iríamos pegar o avião somente à noite, tínhamos tempo para aproveitar um pouquinho mais da cidade. No entanto, como o cansaço já se fazia sentir, decidimos andar perto do hotel mesmo, almoçar com calma por ali... e não é que descobrirmos alguns locais bem interessantes? Coisas que só descobrimos quando deixamos de ser turistas, e ao invés de irmos somente aos locais turísticos, decidimos passear por locais que os nacionais passeiam!
Assim descobrimos uma casa de doces maravilhosa chamada "Sugar", uma livraria espectacular chamada Alexandra, que abriga um café lindíssimo chamado "Café Paris"!
Sugar

Sugar

Sugar

Alexandra

Alexandra

Alexandra

Alexandra
Fotos: Juliana Iorio

6º dia em Budapeste!

No nosso 6º dia em Budapeste, havíamos programado conhecer a Margareth Island, uma ilha que fica no meio do Danúbio, entre Buda e Peste. Mas infelizmente, devido às cheias que haviam assolado aquela cidade na semana anterior, a ilha estava fechada para visitação...
Deste modo, o "plano B" foi irmos até ao Budapest Holocaust Memorial Center (um local dificílimo de encontrar, pois ninguém sabe onde fica, e quando chegámos lá percebemos porque é tão desconhecido... Na realidade, não tem nada)
Budapest Holocaust Memorial Center
Como estávamos perto, resolvemos ir até ao Museum of Applied Arts, que já tinha ouvido falar que valia a pena pela arquitectura do edifício. Apesar de estar sendo restaurado (aliás como grande parte dos monumentos em Budapeste), deu para constatar que, de facto, trata-se de um belo edifício!
Museum of Applied Arts - dentro do edifício. Detalhe: Para tirar fotos lá dentro é preciso pagar 100 FH/ foto!


Museum of Applied Arts
Esse dia foi bem mais "light"... Não que não houvessem outras coisas para fazer, mas o cansaço já batia!
Na volta para o hotel, ainda entramos na Hungarian State Opera House, que apesar de já termos passado por ela inúmeras vezes, ainda não havíamos apanhado as suas portas abertas! Infelizmente não conseguimos visitar as sala de espectáculos. Até há visita guiada, mas os horários são restritos. Também não estava havendo nenhum espectáculo digno de ser visto, para que pudéssemos conhecê-la por dentro. Mas a julgar pelo que vimos, acho que tem tiver oportunidade, não deve deixar de visitá-la!

Hungarian State Opera House

Hungarian State Opera House

Hungarian State Opera House
Fotos: Juliana Iorio

5º dia em Budapeste!

No nosso quinto dia em Budapeste fomos conhecer a "House of Terror", um museu localizado numa das avenidas mais bonitas de Peste, a Andrassy, e que conta a história da ocupação Nazi e Soviética na Hungria. O museu impressiona mais quando descemos ao piso subterrâneo para ver os locais onde os prisioneiros de guerra ficavam. Realmente condições sub-humanas! Pena que não nos deixam tirar fotos lá dentro.
House of Terror
De lá continuámos pela Andrassy até chegarmos a "Heroes Square". Em torno dela podemos encontrar dois importantes edifícios: O Museum of Fine Arts do lado esquerdo e o Palace of Art (Hall of Art) do lado direito.
Museum of Fine Arts

Heroes Square

Palace of Art
Muito próximo dali encontramos o City Park, que abriga, entre outros monumentos, a Széchenyi Medicinal Baths and Swimming Pool (Termas) e o Vajdahunyad Castle.
City Park

Vajdahunyad Castle

Széchenyi Medicinal Baths and Swimming Pool
Terminámos este dia no "New York Café", considerado "The most beautiful café in the world"... mas como há muitos cafés maravilhosos em Budapeste, resolvi dedicar um capítulo só para eles!
Até breve!
Fotos: Juliana Iorio

4º dia em Budapeste

No nosso quarto dia em Budapeste fomos conhecer uma das Termas que existe naquela cidade.
Há muitas, e pelo menos cinco merecem destaque.
A minha intenção, em princípio, era ter ido à Rudas Baths. No entanto, quando chegamos lá, a mesma estava fechada devido às cheias do Danúbio. Nos indicaram, portanto, outra que ficava há mais ou menos um quilómetro dali, a Gellért Baths and Spa, localizada num hotel, mesmo à entrada do Gellert Hill, um parque em Buda que, infelizmente, não conseguimos visitar, pois quando saímos das Termas estávamos exaustos!
Gellért Baths and Spa

Gellért Baths and Spa

Gellért Baths and Spa

Gellert Hill
Fotos: Juliana Iorio